Animais Noturnos: Vale a pena assistir? | Crítica do Filme

Categorias Cinema

Animais Noturnos

Devastação e tristeza são duas emoções instantaneamente sentidas tanto pelos personagens no filme, quanto pelos espectadores. Com pretensão ao Oscar e indicação aos outros prêmios, o diretor e roteirista Tom Ford executa um filme que talvez para muitos seja difícil de lidar. Animais Noturnos conta a história de Susan (Amy Adams) que aparentemente vive uma vida luxuosa com seu marido bonito e bem sucedido, igualmente a ela. Contudo, após receber um manuscrito de seu ex-marido Edward (Jake Gyllenhaal), Susan se reconecta tanto com o livro quanto com a sua vida passada com ele.

Até agora, talvez o filme que teve uma cena de abertura mais instigante no ano seja Animais Noturnos. E esta cena é um condutor para a técnica que o filme expressa, além dos sentimentos que ele desperta, pois primeiramente o filme fala sobre a imersão da nossa protagonista no livro escrito por seu ex-marido, e as peculiaridades que ele trata no livro que mexem intensamente com ela.

Os cortes apressados desta vez ajudam a construir a narrativa, que ora está dentro da história no livro, ora está no mundo real, o que pode confundir o telespectador de propósito para instigá-lo a ficar 100% imerso dentro da linha que vai do terror psicológico para um suspense de qualidade inimaginável.

Animais Noturnos

 

Amy Adams exerce bem o papel de Susan – tanto a da vida real quanto a da história – mas ainda não convence, não transparece aquela verdade que pelo menos a personagem da vida real deveria passar.Todo peso e dramaticidade que ela deveria ter são ignorados e substituídos por feições tristes e congeladas. Já Jake Gyllenhaal, que interpreta o Edward na vida real e Tony na ficção, percebe-se que houve um trabalho mais primoroso e se alguém merece ser indicado por esse filme, com certeza é o Jake.

Animais Noturnos é um filme brilhante mesmo com seus pequenos defeitos. Diria que ele é uma obra instigante e que te levará a um clímax incrível em uma história cheia de amor devasso, traições e violência, em suma Animais Noturnos vale sim a pena.

Vinicius, mas pode chamar de Vini. 18 anos, nascido e criado em Salvador e tem um sonho de cursar Jornalismo e trabalhar com cinema até quando morrer. Obcecado por fotografia, séries e cinema às vezes arrisca no mundo literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *