10 motivos para ler O Guia do Mochileiro das Galáxias

 
Helloooo galera veraneia!! Hoje eu trago o primeiro post de muitos que pretendo trazer aqui: 10 motivos para você ler… E nesse eu trago 10 motivos para você ler O Guia do Mochileiro das Galáxias! É um livro que amei e acho que vale super a pena, então se você está disposto a encarar o humor britânico, vem ler o post e quem sabe você não coloca o livro na sua meta de leitura desse ano!
 
1 – É um livro genial. Esse clássico da ficção científica aborda questões políticas, ideológicas ou comportamentais de uma forma muito bem humorada, nos fazendo refletir sobre os temas e ainda nos envolvendo na trama.
2 – Você não sabe o que esperar e tudo te surpreende. Sejam os personagens, os cenários ou o próprio rumo do enredo. A não ser que alguém já tenha te contado cada detalhe do livro, você vai se sentir maravilhado com o universo que Douglas Adams nos apresenta.
3 – Você se identifica com os personagens. Nesse primeiro livro conhecemos alguns personagens da trama que tem personalidades bem marcadas. E às vezes exagerada a tal ponto que chega a ser cômico, como o Marvin, o robô nada simpático de tão depressivo.
4 – A trama é apresentada de alguns pontos de vista, isso torna o enredo bem mais amplo e o que eu achei que seria apenas uma história sobre um ser humano conhecendo o universo se tornou uma história que nos apresenta que longe do Planeta Terra tem muita coisa acontecendo para que um simples terráqueo seja o único protagonista.
5 – É um livro cheio de coisas non sense, ou seja, muita coisa sem noção acontece. Então não é um livro indicado para todo mundo. É preciso estar disposto a encarar muito sobe e desce no enredo, coisas extremas descritas e às vezes é bom dar uma pausa para respirar e voltar a ler, senão você acaba confuso. Acho sim que esse é um motivo bom para você ler, pois é um livro que exige atenção e é 8 ou 80: ou você gosta ou não gosta e acho que a exigência para que você mergulhe de cabeça na loucura é o que faz muita gente não gostar e preferir algo mais pé no chão. Para você que vai querer encarar, lembre-se: NÃO ENTRE EM PÂNICO!
6 – Há uma trama muito maior do que você imagina por trás da sinopse que fala que “Arthur Dent e seu amigo Ford Prefect escapam da destruição da Terra pegando carona com uma nave alienígena graças à Ford que é um pesquisador de campo para a nova edição do Guia do Mochileiro das Galáxias, o melhor guia de viagens interplanetário.” gente, essa sinopse mal conseguiu abranger 10% do que acontece com eles. É tudo realmente uma aventura mirabolante.
7 – Douglas Adams nos apresenta esse universo do livro de maneira ímpar: bem humorada, explicando tudo com o pretexto do Arthur ser um terráqueo que não conhece absolutamente nada sobre outros planetas e é claro o fazendo usar o Guia do Mochileiro das Galáxias, dessa forma também aprendemos as dicas e instruções do guia mais requisitado do universo.
8 – É um livro muito bom para quem quer iniciar a leitura de livros de ficção científica. Falo isso por ter sido meu primeiro livro do gênero e já estou lendo os outros volumes dessa série e com certeza lerei outros desse gênero que nunca tinha me interessado a explorar.
9 – É um livro relativamente curto: 208 páginas. Se você se empolgar como eu, lê tudo em uma madrugada (hhahahaha sim, eu fiz isso). Se você for um leitor menos hardcore, vai ler o livro no máximo em 3 dias, ou seja: não tem desculpa de “ah, mas já tenho uma meta de leitura infinita” não custa nada sair da rotina e ler algo diferente, caso você não esteja acostumado com esse tipo de ficção.
10 – É um clássico meu povo veraneio! Livros clássicos são aqueles que conseguiram romper a barreira temporal e conseguem encantar várias gerações e se um livro consegue perdurar tanto assim, temos que dar uma chance e incluir na nossa lista de lidos. Acho que vale muito a pena, nunca é tarde para ler um livro que marcou tantas vidas, até mesmo porque é sempre bom tirar nossas próprias conclusões. E a minha é: O guia do Mochileiro das Galáxias marcou minha entrada no universo da ficção científica.
E entãaaaao? Quem vai ler esse livrooo?? Olha só, comentem aí para eu saber sua opinião tá?
XOXO,
Iza

12 Comments

  1. Iza, passei aqui no seu cantinho e adorei! Super moderno o seu blog, com coisas lindas para se ler, um espaço fófis! Resolvi escrever aqui nesse post apenas por um motivo: sou completamente viciada em Doctor Who, e como Douglas Adams escreveu um roteiro para para a série que nunca foi gravado (e acabou virando livro – Shada – que tenho, adoro e já falei dele do Mundo Literário, rs!), acho que fica aqui minha singela homenagem, rs!

    Enfim, gostei mesmo do seu espaço, parabéns!

    Abraço de urso!

  2. Ownnn Cecy, muito obrigada pela visita e: eu não sabia que o Douglas Adams tinha escrito esse roteiro, obrigada por me informar, certamente lerei o livro! Também gosto de Doctor Who, mas sou nova nesse universo Whovian, hahahaaha Obrigada pela visita! Volte sempre <33

  3. Guria, quero ler os livros desta série há tanto tempo que até já perdi as contas, hahaha! Mas sempre fiquei adiando porque não conheço quase ninguém que conheça a série, então fiquei com medo de não gostar 🙁 Porém, depois deste post eu fiquei com mais vontade de conhecer melhor a história e acho que acabam aqui as minhas desculpas para ainda não ter lido 😀 Adorei a lista de motivos <3
    Beijinhos e boa semana!

    http://www.julietaemparis.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *